Clique para ligar

(16) 3711-6666

Como diagnosticar a intolerância à lactose?


Como diagnosticar a intolerância à lactose?

Conheça melhor os sintomas e saiba como ter a certeza de que está intolerante ao açúcar do leite

Desconfia que esteja intolerante à lactose? Pois a gente te explica tudo sobre o assunto.

A lactose é o açúcar presente no leite e a intolerância a ela é provocada por uma diminuição de quantidade e de atividade da enzima lactase, presente na mucosa intestinal, responsável pela digestão do açúcar do leite.

Em geral, os níveis de lactase na infância são normais. A diminuição na produção dessa enzima ou a baixa atividade dela no decorrer da vida é determinada principalmente por fatores genéticos. Porém, aspectos ambientais como a presença de desnutrição, parasitoses, infecções intestinais e alcoolismo também podem desencadear o distúrbio. Ou ainda, se o indivíduo costuma consumir pouca lactose, a intolerância pode ser uma resposta adaptativa do corpo.

Os sintomas mais comuns da intolerância são: diarreia, flatulência, náuseas, distensão e cólicas abdominais nas primeiras horas após a ingestão de leite ou de seus derivados (queijos, manteiga, requeijão, creme de leite, etc). Crianças pequenas e bebês portadores do distúrbio, em geral, perdem peso e crescem mais lentamente.

Mas como diagnosticar essa incapacidade do organismo em digerir a lactose? Além da avaliação clínica, feita pelo seu médico, existem três exames específicos:
- Teste de intolerância à lactose: o paciente recebe uma dose de lactose em jejum e, depois de algumas horas, colhe amostras de sangue para medir os níveis de glicose.
- Teste de hidrogênio na respiração: considera o nível de hidrogênio eliminado na expiração depois de o paciente ter ingerido doses altas de lactose.
- Teste de acidez nas fezes: análise do nível de acidez no exame de fezes.

Se sua intolerância for mesmo diagnosticada, converse com seu médico sobre a quantidade de lactose que pode ingerir, já que cada caso é um caso. Passe a ler atentamente os rótulos dos alimentos e se informar sobre os ingredientes dos pratos que comer em restaurantes.

Já existem no mercado muitas opções zero lactose e também de leites vegetais, como de coco, amêndoas, arroz e aveia, por exemplo.

Você também deve encontrar outras fontes de cálcio, que é um mineral fundamental para o nosso organismo, especialmente no desenvolvimento de ossos e dentes.

Portanto, abuse de verduras de folhas verdes, como brócolis, couve, agrião, couve-flor e espinafre. Assim como em feijão, ervilhas, tofu, salmão, sardinha, mariscos, amêndoas, nozes, gergelim, alguns temperos (manjericão, orégano, alecrim, salsa) e ovos.

A intolerância à lactose não é uma doença e é possível conviver com ela e manter sua qualidade de vida seguindo as orientações do seu médico.




Voltar

Planeta Unimed